segunda-feira, 14 de março de 2011

Tá bom então
Segue teu rumo, faz o que tiver que ser feito
E pra me deixar aqui, inventa qualquer desculpa
Aumenta os meus defeitos.


Diz que eu não presto
Ou que não sirvo...
Ou melhor...
Diz a verdade, porra!
Você nunca quis nada demais comigo.


Vai embora e vive esse teu amor
Que mal chegou
Já te levou e te virou do avesso
Vai...vai...que isso é só o começo...


Lá pelo "meiar" da história você vai lembrar de mim
Agora não, só quando a paixão se despedir
Aí sim...Você vai lembrar daqui,
Você vai lembrar de mim....


Você vai querer tudo que eu te fiz
Mas não vai querer voltar pra mim
Você vai querer que eu esteja aí
Estando aqui...é...
Dá até vontade de rir...


Aí quando a paixão se esvair
E restar apenas a verdade
Aí sim, você vai sentir saudade
E a outra parte, se parte, se vai


Aí meu bem...
"Foi triste"
Vai ver que viveu o que não existe
E o que era verdadeiro, você deixou
Por derradeiro...


Corre meu bem
Ainda dá tempo...
To juntando as coisas
Mas ainda tô no apartamento.


“Já já” não vai dar tempo,
E tempo voa
Corre meu bem
Não tenho muito tempo
Pra ficar a toa...


Aline Amorim

Um comentário:

zyzza disse...

Esta menina escreve muito...
Que lindo!